BRASIL , Sudeste , Homem , de 26 a 35 anos , Portuguese , English , Música , Esportes , Amor
Outro -
Magia Gifs - O melhor site de GIFs!

Meu Humor



PERFIL
Nome:Nilceu Francisco

Aniversário:11 de julho

Cidade:Campinas-SP

Gosto:Boas amizades, Viver, Conquistar, Amar

Hobby:Compor

Filmes:Aprecio a todos os gêneros

Músicas:Dance, Românticas... Preferidas :Folhas de outono; As rosas não falam, Palavras lindas...

GREVE DOS PROFESSORES EM SP

SOM
Tema do filme " Ao mestre com carinho"


ALUNOS, EX-ALUNOS DE DIVERSAS ESCOLAS ONDE TRABALHO OU TRABALHEI.

MEUS OUTROS BLOGS

PAPAIS


FOLCLORE


OLIMPÍADAS BRASIL LÁ


CÂMERA OCULTA


O UÓ DO BOROGODÓ


MAMÃES


PAIXÃO POR CRISTO


BIG & BLOG


TÔ COM A MACACA


ENVIE CARINHOS


LOVE STORIESS


BLOG NILCEU


GARGALHADAS


RECANTO SANTISTA


BLOG POLÍTICA


PROSAMOROSA


BLOG ADULTO


FOTOLOG DA FAMA


FOTOBLOG SENSUAL


NATAL DOS SONHOS-Pesquisa


BLOG NEWCEU- Pesquisa


BLOG PAN-PAN - Pesquisa


BLOG FOLCLORE - Pesquisa


CAUSOS & FOLIAS - Pesquisa


BYE, BYE, tristeza - Pesquisa


ESPORTES & SPORTS - Pesquisa


HOME

LINKS

Aulas
ANPED
APEOESP
APRENDIZ UOL
Banco Brasil
BANCO ITAÚ
BANESPA
BLOGGER
BOL
BRADESCO
CAIXA FEDERAL
CENP - EDUNET
Como estudar
CONCURSOS
CPP
CURIOSIDADES
D.E. Leste
D.E. Oeste
Downloads Livros
ENEM
FATOS
Folclore
G1 Notícias
Gifs Best
GLOBO
Imprensa Oficial
Lição Casa
Ling Estrangeira
Literat e Gramát
Livros-Downloads
Ministério Fazenda
MEC
Nossa Caixa
PEGADINHAS
Portal MEC
Prefeitura Cps
PUCCAMP
Revista Profs
Secretaria Educação
TERRA
UNICAMP
UOL
USP
YAHOO
Manual Profs
Sonhos
Extra/Globo
EducarCrescer
EAD


Votação

Dê uma nota para meu blog OBRAS DE ARTE ALEIJADINHO, ANITA MALFATI, PORTINARI, MICHELANGÊLO, TARSILA DO AMARAL


INDIQUE

Indique esse Blog PESQUISE ARQUIVOS

25/08/2013 a 31/08/2013

11/08/2013 a 17/08/2013

21/07/2013 a 27/07/2013

23/06/2013 a 29/06/2013

21/04/2013 a 27/04/2013

14/04/2013 a 20/04/2013

07/04/2013 a 13/04/2013

11/11/2012 a 17/11/2012

04/11/2012 a 10/11/2012

14/10/2012 a 20/10/2012

01/07/2012 a 07/07/2012

29/04/2012 a 05/05/2012

22/04/2012 a 28/04/2012

26/02/2012 a 03/03/2012

29/01/2012 a 04/02/2012

08/01/2012 a 14/01/2012

01/01/2012 a 07/01/2012

18/12/2011 a 24/12/2011

27/11/2011 a 03/12/2011

20/11/2011 a 26/11/2011

13/11/2011 a 19/11/2011

23/10/2011 a 29/10/2011

09/10/2011 a 15/10/2011

18/09/2011 a 24/09/2011

11/09/2011 a 17/09/2011

04/09/2011 a 10/09/2011

14/08/2011 a 20/08/2011

07/08/2011 a 13/08/2011

10/07/2011 a 16/07/2011

26/06/2011 a 02/07/2011

05/06/2011 a 11/06/2011

29/05/2011 a 04/06/2011

08/05/2011 a 14/05/2011

24/04/2011 a 30/04/2011

10/04/2011 a 16/04/2011

13/03/2011 a 19/03/2011

27/02/2011 a 05/03/2011

20/02/2011 a 26/02/2011

06/02/2011 a 12/02/2011

16/01/2011 a 22/01/2011

26/12/2010 a 01/01/2011

19/12/2010 a 25/12/2010

05/12/2010 a 11/12/2010

07/11/2010 a 13/11/2010

17/10/2010 a 23/10/2010

10/10/2010 a 16/10/2010

03/10/2010 a 09/10/2010

12/09/2010 a 18/09/2010

05/09/2010 a 11/09/2010

29/08/2010 a 04/09/2010

22/08/2010 a 28/08/2010

15/08/2010 a 21/08/2010

08/08/2010 a 14/08/2010

04/07/2010 a 10/07/2010

20/06/2010 a 26/06/2010

13/06/2010 a 19/06/2010

23/05/2010 a 29/05/2010

16/05/2010 a 22/05/2010

02/05/2010 a 08/05/2010

25/04/2010 a 01/05/2010

11/04/2010 a 17/04/2010

04/04/2010 a 10/04/2010

28/03/2010 a 03/04/2010

21/03/2010 a 27/03/2010

14/03/2010 a 20/03/2010

07/03/2010 a 13/03/2010

28/02/2010 a 06/03/2010

21/02/2010 a 27/02/2010

07/02/2010 a 13/02/2010

31/01/2010 a 06/02/2010

24/01/2010 a 30/01/2010

17/01/2010 a 23/01/2010

10/01/2010 a 16/01/2010

27/12/2009 a 02/01/2010

20/12/2009 a 26/12/2009

13/12/2009 a 19/12/2009

29/11/2009 a 05/12/2009

22/11/2009 a 28/11/2009

15/11/2009 a 21/11/2009

08/11/2009 a 14/11/2009

01/11/2009 a 07/11/2009

25/10/2009 a 31/10/2009

18/10/2009 a 24/10/2009

11/10/2009 a 17/10/2009

04/10/2009 a 10/10/2009

27/09/2009 a 03/10/2009

20/09/2009 a 26/09/2009

13/09/2009 a 19/09/2009

06/09/2009 a 12/09/2009

23/08/2009 a 29/08/2009

09/08/2009 a 15/08/2009

02/08/2009 a 08/08/2009

26/07/2009 a 01/08/2009

19/07/2009 a 25/07/2009

12/07/2009 a 18/07/2009

05/07/2009 a 11/07/2009

28/06/2009 a 04/07/2009

21/06/2009 a 27/06/2009

14/06/2009 a 20/06/2009

07/06/2009 a 13/06/2009

31/05/2009 a 06/06/2009

24/05/2009 a 30/05/2009

17/05/2009 a 23/05/2009

10/05/2009 a 16/05/2009

03/05/2009 a 09/05/2009

26/04/2009 a 02/05/2009

19/04/2009 a 25/04/2009

12/04/2009 a 18/04/2009

05/04/2009 a 11/04/2009

29/03/2009 a 04/04/2009

22/03/2009 a 28/03/2009

15/03/2009 a 21/03/2009

08/03/2009 a 14/03/2009

01/03/2009 a 07/03/2009

22/02/2009 a 28/02/2009

08/02/2009 a 14/02/2009

01/02/2009 a 07/02/2009

25/01/2009 a 31/01/2009

18/01/2009 a 24/01/2009

11/01/2009 a 17/01/2009

04/01/2009 a 10/01/2009

28/12/2008 a 03/01/2009

21/12/2008 a 27/12/2008

14/12/2008 a 20/12/2008

07/12/2008 a 13/12/2008

30/11/2008 a 06/12/2008

23/11/2008 a 29/11/2008

16/11/2008 a 22/11/2008

09/11/2008 a 15/11/2008

02/11/2008 a 08/11/2008

26/10/2008 a 01/11/2008

19/10/2008 a 25/10/2008

12/10/2008 a 18/10/2008

05/10/2008 a 11/10/2008

28/09/2008 a 04/10/2008

14/09/2008 a 20/09/2008

07/09/2008 a 13/09/2008

31/08/2008 a 06/09/2008

24/08/2008 a 30/08/2008

17/08/2008 a 23/08/2008

10/08/2008 a 16/08/2008

03/08/2008 a 09/08/2008

27/07/2008 a 02/08/2008

20/07/2008 a 26/07/2008

13/07/2008 a 19/07/2008

06/07/2008 a 12/07/2008

29/06/2008 a 05/07/2008

22/06/2008 a 28/06/2008

15/06/2008 a 21/06/2008

08/06/2008 a 14/06/2008

01/06/2008 a 07/06/2008

25/05/2008 a 31/05/2008

18/05/2008 a 24/05/2008

11/05/2008 a 17/05/2008

04/05/2008 a 10/05/2008

27/04/2008 a 03/05/2008

20/04/2008 a 26/04/2008

13/04/2008 a 19/04/2008

06/04/2008 a 12/04/2008

30/03/2008 a 05/04/2008

23/03/2008 a 29/03/2008

16/03/2008 a 22/03/2008

09/03/2008 a 15/03/2008

02/03/2008 a 08/03/2008

24/02/2008 a 01/03/2008

17/02/2008 a 23/02/2008

10/02/2008 a 16/02/2008

03/02/2008 a 09/02/2008

27/01/2008 a 02/02/2008

20/01/2008 a 26/01/2008

13/01/2008 a 19/01/2008

06/01/2008 a 12/01/2008

30/12/2007 a 05/01/2008

23/12/2007 a 29/12/2007

16/12/2007 a 22/12/2007

09/12/2007 a 15/12/2007

02/12/2007 a 08/12/2007

25/11/2007 a 01/12/2007

18/11/2007 a 24/11/2007

11/11/2007 a 17/11/2007

04/11/2007 a 10/11/2007

28/10/2007 a 03/11/2007

21/10/2007 a 27/10/2007

14/10/2007 a 20/10/2007

07/10/2007 a 13/10/2007

30/09/2007 a 06/10/2007

23/09/2007 a 29/09/2007

16/09/2007 a 22/09/2007

09/09/2007 a 15/09/2007

02/09/2007 a 08/09/2007

26/08/2007 a 01/09/2007

19/08/2007 a 25/08/2007

12/08/2007 a 18/08/2007

05/08/2007 a 11/08/2007

29/07/2007 a 04/08/2007

22/07/2007 a 28/07/2007

15/07/2007 a 21/07/2007

08/07/2007 a 14/07/2007

01/07/2007 a 07/07/2007

24/06/2007 a 30/06/2007

17/06/2007 a 23/06/2007

10/06/2007 a 16/06/2007

03/06/2007 a 09/06/2007

27/05/2007 a 02/06/2007

20/05/2007 a 26/05/2007

13/05/2007 a 19/05/2007

06/05/2007 a 12/05/2007

29/04/2007 a 05/05/2007

22/04/2007 a 28/04/2007

15/04/2007 a 21/04/2007

08/04/2007 a 14/04/2007

01/04/2007 a 07/04/2007

25/03/2007 a 31/03/2007

18/03/2007 a 24/03/2007

11/03/2007 a 17/03/2007

04/03/2007 a 10/03/2007

25/02/2007 a 03/03/2007

18/02/2007 a 24/02/2007

11/02/2007 a 17/02/2007

04/02/2007 a 10/02/2007

28/01/2007 a 03/02/2007

21/01/2007 a 27/01/2007

07/01/2007 a 13/01/2007

31/12/2006 a 06/01/2007

24/12/2006 a 30/12/2006

17/12/2006 a 23/12/2006

10/12/2006 a 16/12/2006

03/12/2006 a 09/12/2006

26/11/2006 a 02/12/2006

19/11/2006 a 25/11/2006

12/11/2006 a 18/11/2006

05/11/2006 a 11/11/2006

29/10/2006 a 04/11/2006

22/10/2006 a 28/10/2006

15/10/2006 a 21/10/2006

08/10/2006 a 14/10/2006

01/10/2006 a 07/10/2006

24/09/2006 a 30/09/2006

10/09/2006 a 16/09/2006

03/09/2006 a 09/09/2006

27/08/2006 a 02/09/2006

20/08/2006 a 26/08/2006

13/08/2006 a 19/08/2006

06/08/2006 a 12/08/2006

30/07/2006 a 05/08/2006

16/07/2006 a 22/07/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

02/07/2006 a 08/07/2006

25/06/2006 a 01/07/2006

18/06/2006 a 24/06/2006

04/06/2006 a 10/06/2006

28/05/2006 a 03/06/2006

21/05/2006 a 27/05/2006

14/05/2006 a 20/05/2006

30/04/2006 a 06/05/2006

23/04/2006 a 29/04/2006

16/04/2006 a 22/04/2006

02/04/2006 a 08/04/2006

19/03/2006 a 25/03/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

12/02/2006 a 18/02/2006

05/02/2006 a 11/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

15/01/2006 a 21/01/2006

08/01/2006 a 14/01/2006

01/01/2006 a 07/01/2006

25/12/2005 a 31/12/2005

18/12/2005 a 24/12/2005

11/12/2005 a 17/12/2005

04/12/2005 a 10/12/2005

27/11/2005 a 03/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

16/10/2005 a 22/10/2005

09/10/2005 a 15/10/2005

02/10/2005 a 08/10/2005

25/09/2005 a 01/10/2005

18/09/2005 a 24/09/2005

11/09/2005 a 17/09/2005

04/09/2005 a 10/09/2005

28/08/2005 a 03/09/2005

21/08/2005 a 27/08/2005

14/08/2005 a 20/08/2005

07/08/2005 a 13/08/2005


Créditos




VERSÃO DO SINDICATO SOBRE O DESFECHO DOS PROJETOS  19 E 20

 

Fax nº 39 – 25/06/2009

ASSEGURADA ESTABILIDADE PARA 80 MIL PROFESSORES TEMPORÁRIOS

 

*Governo usa ampla maioria na Alesp para aprovar PLCs 19 e 20/2009


*Luta dos professores e da APEOESP altera projetos originais do governo


*Luta prossegue pelo reposição salarial de 27,5%, formação continuada e demais reivindicações

 

Agora é lei: o Projeto de Lei Complementar nº 19/2009, aprovado na noite de 23/06 na Assembleia Legislativa, regulamenta em definitivo a estabilidade para 80 mil professores admitidos em caráter temporário que ingressaram na rede estadual de ensino até o dia 1º de junho de 2007, data em que entrou em vigor a Lei 1010 que criou a SPPrev, sistema de previdência dos servidores estaduais. A  inclusão destes milhares de professores temporários na SPPrev foi uma conquista da categoria que se mobilizou durante a tramitação do projeto de lei do governo estadual, que originalmente pretendia remeter estes profissionais para o regime geral da previdência, o INSS. Com a aprovação do PLC 19, esta estabilidade está regulamentada.

Além do PLC 19, que estabelece novas regras para a contratação de servidores temporários, o governo estadual utilizou sua ampla maioria na Assembleia Legislativa para aprovar também o projeto 20, que cria duas novas jornadas de trabalho, de 12 e 40 horas,  e cargos para concursos públicos de docente na rede estadual de ensino. Durante sessão plenária, os deputados de oposição registraram seus votos contrários aos projetos, defendendo as reivindicações da categoria, que lotou a galeria e os corredores da Casa durante todo o processo de discussão e votação.

Mobilização denuncia ataques do governo

Desde o momento em que os projetos do governo foram anunciados, os professores mobilizaram-se denunciando que o PLC 19 institucionaliza a rotatividade dos professores (ao impor uma quarentena de 200 dias entre uma contratação e outra), precariza ainda mais os direitos dos novos temporários e não oferecia perspectiva de realização periódica de concursos para reduzir, a níveis aceitáveis, o elevadíssimo número de professores temporários na rede estadual de ensino: este quadro compromete a qualidade do ensino.  Ao mesmo tempo, a Diretoria da APEOESP denunciou o PLC 20 por criar uma nova etapa no concurso público, após a prova inicial e apresentação de títulos, submetendo os aprovados a nova avaliação depois de um cursinho de quatro meses. A prova do concurso público já é suficiente para avaliar a capacidade do professor e a formação deve ser continuada, em serviço e no local de trabalho, durante toda a carreira.

O governo tinha pressa em aprovar os projetos e utilizou o regime de urgência para atropelar as comissões permanentes da Assembleia Legislativa. Com isso, pretendia impedir necessária discussão aprofundada das matérias. A pressão da categoria, organizada pela APEOESP, conseguiu assegurar realização de uma audiência pública ocorrida no dia 3 de junho, na qual a presidenta do Sindicato, professora Maria Izabel Azevedo Noronha, Bebel, reafirmou as posições da categoria e cobrou diretamente do secretário a instituição de concursos periódicos para dar solução ao problema dos temporários. Em resposta, o secretário comprometeu-se a editar decreto com este teor. A Secretaria da Educação reafirmou, na data de ontem, que o decreto será publicado nos próximos dias, estabelecendo concursos públicos no prazo máximo de quatro anos, ou em prazo inferior, dependendo da necessidade da rede. No próximo semestre, segundo a S.E., haverá concurso para 10 mil vagas.

Pressão da categoria garante ampliação no número de vagas

Mantendo a pressão sobre os parlamentares da base aliada e sobre o próprio governo, os professores conseguiram também que fosse alterada a duração do contrato temporário, de um para dois anos (combinando-se com a realização periódica dos concursos) e que fosse ampliado número de vagas para concurso, de 50 mil para 80 mil, conforme emenda proposta pelo deputado Roberto Felício.

Campanha salarial e educacional continua

Em todos os momentos deste processo, a categoria manteve-se em estado de mobilização permanente, com a realização de assembleias gerais em frente à Secretaria da Educação e, sobretudo, vigílias na Assembleia Legislativa. Também foram realizadas reuniões com a Secretaria da Educação. Na primeira delas, com presença do secretário, a Diretoria reafirmou as reivindicações, denunciou os problemas advindos dos projetos, entre eles, a rotatividade e a imposição de uma escolinha de formação, sobre a qual não há qualquer informação consistente. O Sindicato reforçou a necessidade de formação continuada a todos os profissionais da rede pública de ensino. 

A pressão e a mobilização continuam pelo atendimento de todos os pontos da pauta da categoria, entre eles,    27,5% para repor as perdas acumuladas;  garantia de 33% da jornada para atividade extraclasse; concurso público classificatório periódico em todos os níveis e disciplinas; novo Plano de Carreira; fim da superlotação das salas de aula; reajuste salarial para todos; incorporação de todas as gratificações, com extensão aos aposentados; fim da política de bônus e imediatas ações para prevenção à violência nas escolas. O Sindicato também fortalecerá a luta pelo reconhecimento social de toda a categoria.

 

APEOESP

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




ESTADO DE SÃO PAULO: CONCURSO  PARA PROFESSORES A  CADA  4 ANOS

 

 

O governo de São Paulo decidiu tornar obrigatória a realização de concursos públicos para professor a cada quatro anos, no máximo. A ideia é evitar que o número de docentes temporários volte a subir, após o Executivo adotar medidas para redução do contingente.

Hoje, 40% dos professores da rede não são concursados (80 mil entre os 210 mil). A intenção da Secretaria da Educação é reduzir para 10%. Os concursos públicos periódicos são necessários, diz a pasta, para diminuir o atual patamar e, depois, mantê-lo no nível adequado.

O Estado entende que a situação atual prejudica a qualidade de ensino. Os temporários não passaram por seleção de ingresso e não têm estabilidade.

Na terça-feira, a Assembleia aprovou pacote de medidas do governador José Serra (PSDB) que poderá ajudar a reduzir a presença dos não concursados.

Um dos projetos aprovados prevê criação de 80 mil cargos públicos, primeiro passo para o concurso. Os postos serão utilizados para substituição de temporários. Ou seja, em números absolutos, a rede não terá grande variação no corpo docente.

Os deputados também aprovaram a criação de uma jornada de 12 horas semanais (a menor era de 24 horas). O objetivo é facilitar o preenchimento de aulas, com docentes efetivos, de disciplinas com baixa carga horária (como física).

"Com as medidas, em quatro anos devemos ter um nível adequado de temporários na rede", disse à Folha o secretário da Educação, Paulo Renato Souza. "Vamos estabelecer a periodicidade dos concursos para que a situação atual não volte."

De acordo com Paulo Renato, a medida será implementada por meio de decreto do governador, a ser publicado até a semana que vem.

A medida foi apoiada pela presidente da Apeoesp (sindicato dos professores), Maria Izabel Noronha. "Independente de quem estiver no governo, será obrigatória a abertura de concurso. É a medida mais importante para evitar a elevada proporção de temporários."

Atualmente, não há periodicidade definida para abertura de seleção. O último concurso público estadual para professores de 1ª a 4ª, por exemplo, ocorreu em 2005.

Apesar de concordar com a decisão do governo de fixar uma periodicidade para os concursos, a Apeoesp criticou algumas medidas do Executivo aprovadas pela Assembleia.
Uma delas é a prova para os atuais temporários. Quem for reprovado não poderá lecionar --ficará em atividade de apoio.

"Não há número suficiente de professores para colocar uma parte na biblioteca. E analisamos um possível desvio de função, que cabe contestação judicial", disse a presidente.

Segundo o secretário da Educação, a ideia é garantir qualidade do corpo docente. "Espero que o volume aprovado seja suficiente para a rede", disse.


UOL
type="text/javascript">

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




São Paulo aprova leis para diminuir professores temporários

 

 

O governo de São Paulo aprovou ontem (23) na Assembleia Legislativa pacote de medidas que visa diminuir o número de professores temporários na rede --80 mil, que representam 40% do total-- e que limita o período de trabalho dos docentes não concursados a serem contratados a partir de agora.

As propostas do governador José Serra (PSDB) criam 80 mil cargos e fixa o prazo de dois anos para atuação de temporários (hoje não há limite). Após o período, o docente ficará ao menos um ano fora da rede.

Os atuais não concursados terão de fazer prova. Os reprovados irão para ações de apoio (salas de leitura, por exemplo).

As bancadas do PT, PSOL e PC do B criticaram principalmente a proposta de limitação de prazo para os temporários, por entender que a prática agora ficou "oficializada".

O próprio governo admite que o número de temporários prejudica o ensino, pois os temporários não passaram por seleção e não têm estabilidade.

A criação de cargos, diz o Executivo, permitirá que haja uma forte redução no número de temporários. A abertura de cargos é apenas uma autorização para concursos públicos.

O primeiro exame deverá ser feito neste ano, com cerca de dez mil vagas. Segundo a lei sancionada ontem, os aprovados terão de passar agora por um curso e uma nova prova antes de entrar em sala de aula.

O governo diz, porém, que sempre será necessário a existência de temporários na rede, para substituição em ocasiões específicas --não como política permanente, como ocorre hoje.

Para evitar que os temporários sigam na rede indefinidamente (alguns se aposentam nessa condição), o governo limitou a permanência deles. As medidas ainda precisam ser sancionadas por Serra.

 

Críticas

 

"O projeto legaliza a rotatividade [de professores]", afirmou o deputado Carlos Giannazi (PSOL), sobre a proposta de limitação dos temporários.

"O adequado seria fazer concurso público periódico", disse o deputado Roberto Felício (PT). "Além disso, imagina colocar professores em 'quarentena', em uma área que há falta de mão-de-obra. É um projeto burro, que vai condenar as crianças a ficarem sem aulas."

Folha de SP

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




INVERNO COMEÇA HOJE ÀS 02H45

 

 

Inverno é mais fria estação do ano. No hemisfério norte, se inicia por volta de 21 de dezembro, no solstício de inverno, e termina em 21 de março, no equinócio de primavera. Já no hemisfério sul, o inverno se inicia em 21 de junho e termina em 23 de setembro.
Na mitologia grega, Zeus ordenou que Perséfone, sua
filha com Deméter, ficasse seis meses com sua mãe e seis meses com Hades, o deus da escuridão. Deméter teria se entristecido, e por causa desses períodos em que ficaria longe de sua filha, teria se originado o outono e o inverno.

Em certos períodos do movimento de translação, alguns pontos da Terra ficam bem próximos ao sol, em contrapartida, outros ficam mais distantes. Na parte que está mais próxima do sol, é verão; na mais distante, inverno. Por esse motivo, nenhuma estação pode ocorrer simultaneamente em dois pólos da Terra.

O inverno é caracterizado, principalmente, pelas baixas temperaturas. Durante a estação, várias espécies de animais, principalmente de pássaros, migram para outras regiões mais quentes. Outros animais, como ursos, hibernam nesse período, reduzindo grandemente sua atividade metabólica. Em muitas regiões, pode ocorrer a incidência de neve e geadas.

No Brasil, pelo fato de não haver estações bem definidas, o inverno não é tão rigoroso como em outras regiões de clima temperado; os efeitos típicos da estação são sentidos apenas na região Sul, que apresenta temperaturas pouco acima dos 0ºC. De fato, o inverno causa chuvas generalizadas nas regiões Sul e Sudeste, além de constantes inversões térmicas em muitas cidades.

 

CONHEÇA  A SALA ESPECIAL DE INVERNO:

 

http://wdorrobodo.zip.net

 

 

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem