BRASIL , Sudeste , Homem , de 26 a 35 anos , Portuguese , English , Música , Esportes , Amor
Outro -
Magia Gifs - O melhor site de GIFs!

Meu Humor



PERFIL
Nome:Nilceu Francisco

Aniversário:11 de julho

Cidade:Campinas-SP

Gosto:Boas amizades, Viver, Conquistar, Amar

Hobby:Compor

Filmes:Aprecio a todos os gêneros

Músicas:Dance, Românticas... Preferidas :Folhas de outono; As rosas não falam, Palavras lindas...

GREVE DOS PROFESSORES EM SP

SOM
Tema do filme " Ao mestre com carinho"


ALUNOS, EX-ALUNOS DE DIVERSAS ESCOLAS ONDE TRABALHO OU TRABALHEI.

MEUS OUTROS BLOGS

PAPAIS


FOLCLORE


OLIMPÍADAS BRASIL LÁ


CÂMERA OCULTA


O UÓ DO BOROGODÓ


MAMÃES


PAIXÃO POR CRISTO


BIG & BLOG


TÔ COM A MACACA


ENVIE CARINHOS


LOVE STORIESS


BLOG NILCEU


GARGALHADAS


RECANTO SANTISTA


BLOG POLÍTICA


PROSAMOROSA


BLOG ADULTO


FOTOLOG DA FAMA


FOTOBLOG SENSUAL


NATAL DOS SONHOS-Pesquisa


BLOG NEWCEU- Pesquisa


BLOG PAN-PAN - Pesquisa


BLOG FOLCLORE - Pesquisa


CAUSOS & FOLIAS - Pesquisa


BYE, BYE, tristeza - Pesquisa


ESPORTES & SPORTS - Pesquisa


HOME

LINKS

Aulas
ANPED
APEOESP
APRENDIZ UOL
Banco Brasil
BANCO ITAÚ
BANESPA
BLOGGER
BOL
BRADESCO
CAIXA FEDERAL
CENP - EDUNET
Como estudar
CONCURSOS
CPP
CURIOSIDADES
D.E. Leste
D.E. Oeste
Downloads Livros
ENEM
FATOS
Folclore
G1 Notícias
Gifs Best
GLOBO
Imprensa Oficial
Lição Casa
Ling Estrangeira
Literat e Gramát
Livros-Downloads
Ministério Fazenda
MEC
Nossa Caixa
PEGADINHAS
Portal MEC
Prefeitura Cps
PUCCAMP
Revista Profs
Secretaria Educação
TERRA
UNICAMP
UOL
USP
YAHOO
Manual Profs
Sonhos
Extra/Globo
EducarCrescer
EAD


Votação

Dê uma nota para meu blog OBRAS DE ARTE ALEIJADINHO, ANITA MALFATI, PORTINARI, MICHELANGÊLO, TARSILA DO AMARAL


INDIQUE

Indique esse Blog PESQUISE ARQUIVOS

25/08/2013 a 31/08/2013

11/08/2013 a 17/08/2013

21/07/2013 a 27/07/2013

23/06/2013 a 29/06/2013

21/04/2013 a 27/04/2013

14/04/2013 a 20/04/2013

07/04/2013 a 13/04/2013

11/11/2012 a 17/11/2012

04/11/2012 a 10/11/2012

14/10/2012 a 20/10/2012

01/07/2012 a 07/07/2012

29/04/2012 a 05/05/2012

22/04/2012 a 28/04/2012

26/02/2012 a 03/03/2012

29/01/2012 a 04/02/2012

08/01/2012 a 14/01/2012

01/01/2012 a 07/01/2012

18/12/2011 a 24/12/2011

27/11/2011 a 03/12/2011

20/11/2011 a 26/11/2011

13/11/2011 a 19/11/2011

23/10/2011 a 29/10/2011

09/10/2011 a 15/10/2011

18/09/2011 a 24/09/2011

11/09/2011 a 17/09/2011

04/09/2011 a 10/09/2011

14/08/2011 a 20/08/2011

07/08/2011 a 13/08/2011

10/07/2011 a 16/07/2011

26/06/2011 a 02/07/2011

05/06/2011 a 11/06/2011

29/05/2011 a 04/06/2011

08/05/2011 a 14/05/2011

24/04/2011 a 30/04/2011

10/04/2011 a 16/04/2011

13/03/2011 a 19/03/2011

27/02/2011 a 05/03/2011

20/02/2011 a 26/02/2011

06/02/2011 a 12/02/2011

16/01/2011 a 22/01/2011

26/12/2010 a 01/01/2011

19/12/2010 a 25/12/2010

05/12/2010 a 11/12/2010

07/11/2010 a 13/11/2010

17/10/2010 a 23/10/2010

10/10/2010 a 16/10/2010

03/10/2010 a 09/10/2010

12/09/2010 a 18/09/2010

05/09/2010 a 11/09/2010

29/08/2010 a 04/09/2010

22/08/2010 a 28/08/2010

15/08/2010 a 21/08/2010

08/08/2010 a 14/08/2010

04/07/2010 a 10/07/2010

20/06/2010 a 26/06/2010

13/06/2010 a 19/06/2010

23/05/2010 a 29/05/2010

16/05/2010 a 22/05/2010

02/05/2010 a 08/05/2010

25/04/2010 a 01/05/2010

11/04/2010 a 17/04/2010

04/04/2010 a 10/04/2010

28/03/2010 a 03/04/2010

21/03/2010 a 27/03/2010

14/03/2010 a 20/03/2010

07/03/2010 a 13/03/2010

28/02/2010 a 06/03/2010

21/02/2010 a 27/02/2010

07/02/2010 a 13/02/2010

31/01/2010 a 06/02/2010

24/01/2010 a 30/01/2010

17/01/2010 a 23/01/2010

10/01/2010 a 16/01/2010

27/12/2009 a 02/01/2010

20/12/2009 a 26/12/2009

13/12/2009 a 19/12/2009

29/11/2009 a 05/12/2009

22/11/2009 a 28/11/2009

15/11/2009 a 21/11/2009

08/11/2009 a 14/11/2009

01/11/2009 a 07/11/2009

25/10/2009 a 31/10/2009

18/10/2009 a 24/10/2009

11/10/2009 a 17/10/2009

04/10/2009 a 10/10/2009

27/09/2009 a 03/10/2009

20/09/2009 a 26/09/2009

13/09/2009 a 19/09/2009

06/09/2009 a 12/09/2009

23/08/2009 a 29/08/2009

09/08/2009 a 15/08/2009

02/08/2009 a 08/08/2009

26/07/2009 a 01/08/2009

19/07/2009 a 25/07/2009

12/07/2009 a 18/07/2009

05/07/2009 a 11/07/2009

28/06/2009 a 04/07/2009

21/06/2009 a 27/06/2009

14/06/2009 a 20/06/2009

07/06/2009 a 13/06/2009

31/05/2009 a 06/06/2009

24/05/2009 a 30/05/2009

17/05/2009 a 23/05/2009

10/05/2009 a 16/05/2009

03/05/2009 a 09/05/2009

26/04/2009 a 02/05/2009

19/04/2009 a 25/04/2009

12/04/2009 a 18/04/2009

05/04/2009 a 11/04/2009

29/03/2009 a 04/04/2009

22/03/2009 a 28/03/2009

15/03/2009 a 21/03/2009

08/03/2009 a 14/03/2009

01/03/2009 a 07/03/2009

22/02/2009 a 28/02/2009

08/02/2009 a 14/02/2009

01/02/2009 a 07/02/2009

25/01/2009 a 31/01/2009

18/01/2009 a 24/01/2009

11/01/2009 a 17/01/2009

04/01/2009 a 10/01/2009

28/12/2008 a 03/01/2009

21/12/2008 a 27/12/2008

14/12/2008 a 20/12/2008

07/12/2008 a 13/12/2008

30/11/2008 a 06/12/2008

23/11/2008 a 29/11/2008

16/11/2008 a 22/11/2008

09/11/2008 a 15/11/2008

02/11/2008 a 08/11/2008

26/10/2008 a 01/11/2008

19/10/2008 a 25/10/2008

12/10/2008 a 18/10/2008

05/10/2008 a 11/10/2008

28/09/2008 a 04/10/2008

14/09/2008 a 20/09/2008

07/09/2008 a 13/09/2008

31/08/2008 a 06/09/2008

24/08/2008 a 30/08/2008

17/08/2008 a 23/08/2008

10/08/2008 a 16/08/2008

03/08/2008 a 09/08/2008

27/07/2008 a 02/08/2008

20/07/2008 a 26/07/2008

13/07/2008 a 19/07/2008

06/07/2008 a 12/07/2008

29/06/2008 a 05/07/2008

22/06/2008 a 28/06/2008

15/06/2008 a 21/06/2008

08/06/2008 a 14/06/2008

01/06/2008 a 07/06/2008

25/05/2008 a 31/05/2008

18/05/2008 a 24/05/2008

11/05/2008 a 17/05/2008

04/05/2008 a 10/05/2008

27/04/2008 a 03/05/2008

20/04/2008 a 26/04/2008

13/04/2008 a 19/04/2008

06/04/2008 a 12/04/2008

30/03/2008 a 05/04/2008

23/03/2008 a 29/03/2008

16/03/2008 a 22/03/2008

09/03/2008 a 15/03/2008

02/03/2008 a 08/03/2008

24/02/2008 a 01/03/2008

17/02/2008 a 23/02/2008

10/02/2008 a 16/02/2008

03/02/2008 a 09/02/2008

27/01/2008 a 02/02/2008

20/01/2008 a 26/01/2008

13/01/2008 a 19/01/2008

06/01/2008 a 12/01/2008

30/12/2007 a 05/01/2008

23/12/2007 a 29/12/2007

16/12/2007 a 22/12/2007

09/12/2007 a 15/12/2007

02/12/2007 a 08/12/2007

25/11/2007 a 01/12/2007

18/11/2007 a 24/11/2007

11/11/2007 a 17/11/2007

04/11/2007 a 10/11/2007

28/10/2007 a 03/11/2007

21/10/2007 a 27/10/2007

14/10/2007 a 20/10/2007

07/10/2007 a 13/10/2007

30/09/2007 a 06/10/2007

23/09/2007 a 29/09/2007

16/09/2007 a 22/09/2007

09/09/2007 a 15/09/2007

02/09/2007 a 08/09/2007

26/08/2007 a 01/09/2007

19/08/2007 a 25/08/2007

12/08/2007 a 18/08/2007

05/08/2007 a 11/08/2007

29/07/2007 a 04/08/2007

22/07/2007 a 28/07/2007

15/07/2007 a 21/07/2007

08/07/2007 a 14/07/2007

01/07/2007 a 07/07/2007

24/06/2007 a 30/06/2007

17/06/2007 a 23/06/2007

10/06/2007 a 16/06/2007

03/06/2007 a 09/06/2007

27/05/2007 a 02/06/2007

20/05/2007 a 26/05/2007

13/05/2007 a 19/05/2007

06/05/2007 a 12/05/2007

29/04/2007 a 05/05/2007

22/04/2007 a 28/04/2007

15/04/2007 a 21/04/2007

08/04/2007 a 14/04/2007

01/04/2007 a 07/04/2007

25/03/2007 a 31/03/2007

18/03/2007 a 24/03/2007

11/03/2007 a 17/03/2007

04/03/2007 a 10/03/2007

25/02/2007 a 03/03/2007

18/02/2007 a 24/02/2007

11/02/2007 a 17/02/2007

04/02/2007 a 10/02/2007

28/01/2007 a 03/02/2007

21/01/2007 a 27/01/2007

07/01/2007 a 13/01/2007

31/12/2006 a 06/01/2007

24/12/2006 a 30/12/2006

17/12/2006 a 23/12/2006

10/12/2006 a 16/12/2006

03/12/2006 a 09/12/2006

26/11/2006 a 02/12/2006

19/11/2006 a 25/11/2006

12/11/2006 a 18/11/2006

05/11/2006 a 11/11/2006

29/10/2006 a 04/11/2006

22/10/2006 a 28/10/2006

15/10/2006 a 21/10/2006

08/10/2006 a 14/10/2006

01/10/2006 a 07/10/2006

24/09/2006 a 30/09/2006

10/09/2006 a 16/09/2006

03/09/2006 a 09/09/2006

27/08/2006 a 02/09/2006

20/08/2006 a 26/08/2006

13/08/2006 a 19/08/2006

06/08/2006 a 12/08/2006

30/07/2006 a 05/08/2006

16/07/2006 a 22/07/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

02/07/2006 a 08/07/2006

25/06/2006 a 01/07/2006

18/06/2006 a 24/06/2006

04/06/2006 a 10/06/2006

28/05/2006 a 03/06/2006

21/05/2006 a 27/05/2006

14/05/2006 a 20/05/2006

30/04/2006 a 06/05/2006

23/04/2006 a 29/04/2006

16/04/2006 a 22/04/2006

02/04/2006 a 08/04/2006

19/03/2006 a 25/03/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

12/02/2006 a 18/02/2006

05/02/2006 a 11/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

15/01/2006 a 21/01/2006

08/01/2006 a 14/01/2006

01/01/2006 a 07/01/2006

25/12/2005 a 31/12/2005

18/12/2005 a 24/12/2005

11/12/2005 a 17/12/2005

04/12/2005 a 10/12/2005

27/11/2005 a 03/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

16/10/2005 a 22/10/2005

09/10/2005 a 15/10/2005

02/10/2005 a 08/10/2005

25/09/2005 a 01/10/2005

18/09/2005 a 24/09/2005

11/09/2005 a 17/09/2005

04/09/2005 a 10/09/2005

28/08/2005 a 03/09/2005

21/08/2005 a 27/08/2005

14/08/2005 a 20/08/2005

07/08/2005 a 13/08/2005


Créditos




NA USP, CALOURO DE ESCOLA PÚBLICA  SE  SAI MELHOR

 

 

No primeiro ano de curso na USP (Universidade de São Paulo), os calouros vindos de escolas públicas tiveram média 6,3 -- 0,1 ponto superior à dos estudantes oriundos da rede particular. Eles foram beneficiados na Fuvest pelo programa de inclusão (Inclusp), que dá bônus no vestibular.

Depois de aprovados, a diferença no desempenho acadêmico passa de um ponto em muitos cursos. A maior delas foi registrada em matemática, no câmpus de São Carlos, em que a média Inclusp foi de 6,2 e do restante, 4,0.

Em cursos tradicionais, como medicina e direito, a nota dos dois grupos foi a mesma (7,2 e 7,6, respectivamente). Já na ECA (Escola de Comunicação e Artes), foi o inverso: os alunos de escola particular se saíram melhor em quase todas as áreas. A média geral da unidade foi de 7,5 entre alunos de escolas particulares e 7,36 entre os que vieram das públicas.

Em outras universidades
O desempenho igual ou superior de jovens beneficiados por políticas de ação afirmativa se repete em outras universidades.

"Essas pessoas são o topo da escola pública e seus esforços individuais sempre foram importantes. Por isso, elas se adaptam mais ao ambiente hostil dos primeiros anos de curso", diz o coordenador do vestibular da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Leandro Tessler. A instituição tem resultados semelhantes em seu programa que dá pontos adicionais a alunos negros, índios e de escolas públicas.

Segundo a pró-reitora de graduação da USP, Selma Garrido Pimenta, o bom desempenho acadêmico dos ingressantes pelo Inclusp foi determinante para a ampliação do programa, anunciada na última terça-feira.

A instituição passa a dar bônus de até 12% para o grupo de escola pública, o que inclui uma prova no ensino médio e maior valorização da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O estudo da USP se refere aos 2.719 alunos de escolas públicas ingressantes em 2007.

Agência Estado

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




REUNIÃO DE PAIS: O QUE FALAR?

 

 

Reunião de pais não deve abordar reclamações individuais. Pesquisa aponta essa e outras iniciativas para melhorar o rendimento dos alunos

Para 93% dos entrevistados, "indisciplina" é o tema mais abordado em reuniões de pais e mestres. Uma pena. Não é novidade para ninguém que o envolvimento da família na educação é importante para o sucesso da aprendizagem. Mas a escola do seu filho talvez não saiba que reunião é um encontro de educadores: de um lado, estão os professores e, de outro, você, seu marido e outros pais de alunos. Todos em defesa de um ensino de qualidade.

O DIPLOMA QUE NUNCA TIVE
O maior sonho da dona-de-casa Edna Araújo é ver as filhas Camila, 5 anos, e Mayara, 9, formadas na faculdade e com uma pós-graduação no currículo. "O estudo é o único bem que elas terão, garantido, para o resto da vida", justifica. Edna crê que as meninas terão uma história diferente da sua. "Quando eu era criança, não tive oportunidade de estudar, pois não havia escolas próximas de onde eu morava."

Ela já está fazendo economias para quando as meninas entrarem na faculdade. "A expansão das vagas nas universidades particulares e a ampliação das oportunidades de bolsas oferecidas pelo Governo Federal e pelo Prouni melhoraram as expectativas dos estudantes das escolas públicas e de suas famílias", avalia Oliveira, do Fernand Braudel.

FALANDO A GENTE SE ENTENDE
Talvez o professor do seu filho não tenha se dado conta, mas uma boa reunião de pais acontece para tirar dúvidas, falar sobre avaliação, explicar como os conteúdos serão trabalhados, tratar de atividades extracurriculares e abordar muitos outros temas. "Casos específicos de mau comportamento devem ser tratados em entrevistas particulares", explica Zélia Cavalcanti, coordenadora do centro de formação de professores da Escola da Vila, em São Paulo.

Realizada em parceria com a Fundação Victor Civita, a pesquisa contou com a participação de 840 pais de estudantes do 1º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio de escolas municipais e estaduais paulistanas. Confira, a seguir, os destaques do estudo.

ECONOMIA PARA COMPRAR UM COMPUTADOR
A pesquisa mostra que a internet está presente em 27% das residências dos pais entrevistados. É o que aconteceu com o lar da dona-de-casa Jailda Oliveira. Cansada de ver suas filhas sem internet para fazer as lições escolares, ela recorreu às economias para garantir a inclusão digital de Mayara, que está na 7ª série, e Maely, que acaba de ingressar no ensino médio.

"Com muito esforço, meu marido e eu compramos um computador, assinamos um plano de internet e matriculamos as meninas em uma escola para aprender a lidar com o equipamento", afirma. "Agora, elas não precisam ir a uma lan house para manter contato com colegas, ler notícias e fazer trabalhos da escola", comemora.

DESTAQUES DA PESQUISA

■ Apenas 2% dos entrevistados concluíram o ensino superior, mas a maioria acredita que os filhos vão fazer faculdade.
■ Um terço dos participantes da pesquisa prefere que os filhos façam as tarefas e pesquisas da escola em lan houses.
■ O curso de computação é o mais pedido entre os pais, superando as solicitações por aulas de reforço em matemática e em português.
■ O acesso à informática ainda está começando: apenas 36% das famílias entrevistadas têm um computador em casa.

QUER SABER MAIS?
Qualidade do Ensino: A Contribuição dos Pais, Vitor Henrique Paro, 128 páginas, R$ 17. Editora Xamã, tel. (11) 5072-4872.

Quando a escola do seu filho informa que vai fazer uma reunião, você já começa a se preparar para ouvir reclamações sobre mau comportamento? Pois fique sabendo que você não é a única a se incomodar com as velhas queixas dos professores. É o que aponta uma pesquisa com pais de alunos de escolas públicas, realizada pelo Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial.

Para 93% dos entrevistados, "indisciplina" é o tema mais abordado em reuniões de pais e mestres. Uma pena. Não é novidade para ninguém que o envolvimento da família na educação é importante para o sucesso da aprendizagem. Mas a escola do seu filho talvez não saiba que reunião é um encontro de educadores: de um lado, estão os professores e, de outro, você, seu marido e outros pais de alunos. Todos em defesa de um ensino de qualidade.

O DIPLOMA QUE NUNCA TIVE
O maior sonho da dona-de-casa Edna Araújo é ver as filhas Camila, 5 anos, e Mayara, 9, formadas na faculdade e com uma pós-graduação no currículo. "O estudo é o único bem que elas terão, garantido, para o resto da vida", justifica. Edna crê que as meninas terão uma história diferente da sua. "Quando eu era criança, não tive oportunidade de estudar, pois não havia escolas próximas de onde eu morava."

Ela já está fazendo economias para quando as meninas entrarem na faculdade. "A expansão das vagas nas universidades particulares e a ampliação das oportunidades de bolsas oferecidas pelo Governo Federal e pelo Prouni melhoraram as expectativas dos estudantes das escolas públicas e de suas famílias", avalia Oliveira, do Fernand Braudel.

FALANDO A GENTE SE ENTENDE
Talvez o professor do seu filho não tenha se dado conta, mas uma boa reunião de pais acontece para tirar dúvidas, falar sobre avaliação, explicar como os conteúdos serão trabalhados, tratar de atividades extracurriculares e abordar muitos outros temas. "Casos específicos de mau comportamento devem ser tratados em entrevistas particulares", explica Zélia Cavalcanti, coordenadora do centro de formação de professores da Escola da Vila, em São Paulo.

Realizada em parceria com a Fundação Victor Civita, a pesquisa contou com a participação de 840 pais de estudantes do 1º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio de escolas municipais e estaduais paulistanas. Confira, a seguir, os destaques do estudo.

ECONOMIA PARA COMPRAR UM COMPUTADOR
A pesquisa mostra que a internet está presente em 27% das residências dos pais entrevistados. É o que aconteceu com o lar da dona-de-casa Jailda Oliveira. Cansada de ver suas filhas sem internet para fazer as lições escolares, ela recorreu às economias para garantir a inclusão digital de Mayara, que está na 7ª série, e Maely, que acaba de ingressar no ensino médio.

"Com muito esforço, meu marido e eu compramos um computador, assinamos um plano de internet e matriculamos as meninas em uma escola para aprender a lidar com o equipamento", afirma. "Agora, elas não precisam ir a uma lan house para manter contato com colegas, ler notícias e fazer trabalhos da escola", comemora.

DESTAQUES DA PESQUISA

■ Apenas 2% dos entrevistados concluíram o ensino superior, mas a maioria acredita que os filhos vão fazer faculdade.
■ Um terço dos participantes da pesquisa prefere que os filhos façam as tarefas e pesquisas da escola em lan houses.
■ O curso de computação é o mais pedido entre os pais, superando as solicitações por aulas de reforço em matemática e em português.
■ O acesso à informática ainda está começando: apenas 36% das famílias entrevistadas têm um computador em casa.

QUER SABER MAIS?
Qualidade do Ensino: A Contribuição dos Pais, Vitor Henrique Paro, 128 páginas, R$ 17. Editora Xamã, tel. (11) 5072-4872.

 

Por Adriana Toledo
Revista Ana Maria - 11/04/08

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




'ARMADILHAS' CONTRA  A DENGUE

 

 

Uma professora de Ciências transformou uma ferramenta usada no combate ao mosquito da dengue no Rio de Janeiro em um mecanismo de aprendizado em educação ambiental para crianças de educação infantil até 4ª série do ensino fundamental de uma escola no Rio Grande do Sul.

 

A partir da confecção de "armadilhas" que exterminam as larvas do aedes aegypti, Betina Kappel, que também tem mestrado em Biologia, faz uma campanha de prevenção à doença com os alunos da Escola Ulbra São Mateus, em Cachoeirinha, região metropolitana de Porto Alegre.

A iniciativa de ensinar aos pequenos estudantes como se proteger da dengue ganhou forma depois que a epidemia da doença no Rio de Janeiro começou a preocupar o País, com um saldo de 45 mortes e mais de 43,5 mil pessoas infectadas até agora.

Segundo ela, o trabalho se baseia em uma técnica que a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) criou para ser uma ferramenta auxiliar no extermínio da dengue. "As crianças trazem garrafas pet de casa e montam as armadilhas, utilizando cola, tesoura e uma espécie de rede ou tela feita de tecido ou outro tipo de material", informa.

A cilada pode ser feita da seguinte forma: pega-se a garrafa plástica, corta-se ao meio e cola-se a tela no bico da garrafa. Após isso, coloca-se um pouco de água na parte inferior, e dentro dela, encaixa-se a parte superior de modo que o bico com a rede fique virado para a base da garrafa.

"Ou seja, o mosquito põe seus ovos que acabam caindo na água parada da estrutura. As larvas se desenvolvem para a fase adulta e terminam morrendo por não conseguir escapar através da telinha de proteção", explica.

Após a fase de montagem, a tropa de segurança, formada por 160 crianças, espalham as "garrafas-armadilha" por todos os cantos do longo pátio da instituição. "A partir disso, podemos manter um controle sobre o desenvolvimento de larvas do mosquito", avalia.

Kappel ressalta que além dessa ferramenta simples e barata, as crianças levam para suas residências um folder informativo com todos os cuidados que se deve tomar em casa, como não deixar água parada e usar repelente para evitar que apareçam focos da doença. Na escola, a "brigada contra a dengue", carinhosamente batizada pela professora, inspecionam todos os cantos e setores do colégio para acabar com os focos da dengue em um trabalho totalmente voltado à educação ambiental.

"As crianças já desenvolveram um senso crítico em relação aos cuidados que devem tomar com o mosquito. O trabalho surtiu um efeito muito positivo a partir dessa série de ações de controle que foram tomadas", analisa. De acordo com ela, além de combater a dengue, as atividades trabalham muito bem a questão ambiental na cabeça dos pequenos estudantes, com temas como reciclagem e interação com a vegetação e fauna.

A professora também quer levar a ferramenta de combate à dengue para outro colégio em que leciona, a Escola Martin Lutero, no município de Guaíba, e espera que a iniciativa possa ser adotada pelo maior número de pessoas possível.

"É uma precaução que qualquer pessoa, desde crianças até adultos, pode fazer em casa para combater o mosquito. O ideal é não deixar água parada em nenhum lugar, mas a armadilha já é uma medida a mais para reforçar nossa segurança", completa.

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




USP define regras do vestibular seriado

Mudanças podem render até 9% na nota do vestibular

 

A USP (Universidade de São Paulo) divulgou nesta terça-feira (8) as regras da avaliação seriada, que será considerada na nota do vestibular para ingresso em 2009. As mudanças no processo seletivo fazem parte do Programa de Inclusão Social da USP (Inclusp) e podem render até 9% na nota do vestibular.

Veja o documento divulgado pela USP

De acordo com documento da Pró-reitoria de Graduação, poderão participar do Programa de Avaliação Seriada da USP (Pasusp) os alunos das escolas públicas estaduais que se cadastrarem no processo seletivo.

A prova será desenvolvida junto com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e conferirá ao candidato bônus adicional de até 3% - dependendo de seu desempenho. A nota do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) também vai render pontos extras, que podem chegar a 6% do Pasusp. Depois disso, a bonificação será computada ao vestibular 2009.

Neste primeiro ano, o exame será aplicado aos estudantes do 3º ano do ensino médio regular. A partir de 2010 e 2011, será implementado progressivamente nas outras séries.

A instituição já oferece bônus de 3% sobre a nota do vestibular para estudantes que realizaram o ensino médio na rede pública estadual de São Paulo, como parte de seu programa de inclusão social.

Junto do novo bônus concedido na avaliação seriada, o estudante de escola pública pode conseguir até 12% de acréscimo em sua pontuação no vestibular. De acordo com a universidade, pode haver modificações no percentual ao longo da execução do programa.


Inclusp


Pelo segundo ano consecutivo, o Inclusp não atingiu sua meta de aprovar 30% dos vestibulandos que estudaram em escolas públicas no vestibular da universidade. De acordo com os dados divulgados, 26,3% dos candidatos aprovados nas quatro chamadas do vestibular 2008 estudaram todo o ensino médio integralmente em escolas da rede pública. No vestibular 2007, esse número representava 26,7% dos aprovados.

De acordo com a Pró-reitoria de Graduação, em 2007 entraram 333 candidatos pelo Inclusp; já em 2008, o número de ingressantes foi de 375.

O Inclusp é um programa de inclusão social, que foi aprovado pela universidade em 2006 e entrou em vigor no vestibular 2007. Até o vestibular 2008, uma das principais medidas era conceder 3% de bônus nas provas da primeira e da segunda fase para os vestibulandos que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas estaduais.

G1

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




CPI: O QUE  É ISSO?

 

Como funciona uma Comissão Parlamentar de Inquérito ?

 
A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) é o instrumento constitucional utilizado por deputados federais e senadores para apurar fato relevante à vida pública e à ordem legal, econômica e social do país.

A CPI tem poderes de investigação semelhantes aos das autoridades judiciais, mas seu prazo de funcionamento é determinado. O processo de investigação é sumário (inicialmente por 90 dias) e deve apontar a procedência ou não de uma suspeita de transgressão disciplinar ou de um crime.

O pedido de instauração de uma CPI no Congresso pode ser feito por qualquer senador ou deputado federal, desde que recolha, no mínimo, um terço de assinaturas no Senado ou na Câmara. No Senado, composto por 81 senadores, são necessárias 27 assinaturas.

As comissões também podem ser mistas, quando compostas por representantes das duas Casas. Neste caso, além das 27 assinaturas dos senadores, também é necessário o apoio de 171 deputados, exatamente um terço.

Recolhidas as assinaturas mínimas necessárias, o pedido de abertura é apresentado à mesa diretora, que o lê em plenário. Isto, no entanto, não é o bastante para ela funcionar. Ainda é preciso que os partidos que têm representatividade na Casa indiquem os membros para a comissão e, ai sim, é feita a sua instalação efetiva. Os trabalhos devem durar 90 dias.

Tanto as diligências, audiências externas, quebras de sigilo e convocações de depoimentos devem ser aprovadas pelo plenário da CPI.

Depois de concluir as investgações, a Comissão Parlamentar de Inquérito encaminhará suas conclusões, se for o caso, ao
Ministério Público, para que este promova a responsabilidade civil ou criminal dos acusados.

Caso os parlamentares achem insuficiente o resultado das investigações para chegar a uma conclusão, a CPI pode ser prorrogada mediante requerimento de um terço dos membros do Senado.

O cronograma de trabalho de uma Comissão Parlamentar de Inquérito é determinado por seus membros, que vão definir as investigações e as tomadas de depoimento. O relatório final é de responsabilidade exclusiva do relator, que deve ser escolhido por votação.
 
UOL EDUCAÇÃO

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem




REDE MUNICIPAL DE SÃO PAULO : REAJUSTE  DE   SALÁRIOS

 

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, nesta última terça-feira (1º), o projeto de lei que concede reajuste de 20% no salário dos profissionais da Educação. O acréscimo, que passa a valer a partir de 1º de maio, teve 35 votos favoráveis e 10 contra.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, o reajuste repõe as perdas salariais de janeiro de 2001 a fevereiro de 2008. A assessoria de imprensa do órgão afirma que, nesse período, o salário-base sofreu defasagem de 20,31%, de acordo com o índice da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Os 70 mil servidores da Educação e os 17 mil aposentados, pensionistas e profissionais readaptados serão reajustados de acordo com a classe em que se enquadram. Ainda segundo a Secretaria, o pagamento de duas parcelas será feito em maio de 2009 e em maio de 2010, junto com gratificações oferecidas em 2006.

O projeto prevê novos patamares de salário-base para cada uma das categorias do magistério: a menor remuneração de um professor (nível médio, com jornada de 30 horas em início de carreira) na rede municipal será de R$ 1.100. Caso o reajuste não alcance o valor do salário-base, será concedido um abono complementar.

O reajuste salarial é a última fase do projeto de reestruturação da carreira do magistério, aprovado pelo Legislativo no fim de 2007.

Editado por NilceuProf

Haloscan

Zip Net


Enviar esta mensagem