.

Museu da Língua é inaugurado em

São Paulo

Marcos Carrieri - Diário de S.Paulo

SÃO PAULO - Mais de 180 milhões de pessoas que falam a

língua portuguesa em todo o mundo agora têm um museu

sobre o idioma.Na manhã desta segunda-feirafoi inaugurado

o Museu da Língua Portuguesa, na Estação da Luz, no cen

tro de São Paulo.Localizado em uma das cidades com maior

variação de povos no planeta, o museu vai ensinar e aprofun

dar os conhecimentos da população sobre as palavras que

ela fala todos os dias.

Idealizado pela iniciativa privada e Fundação Roberto Marinho,

o museu é resultado de um investimento de R$ 36 milhões.

Entre as principais atrações estão a Árvore das Palavras, uma

obra de arte feita de aço com palavras moldadas. Esta árvore

pode ser contemplada pelos visitantes logo que entram nos

elevadores panorâmicos do prédio. Enquanto observam a obra

 de arte, as pessoas ouvem o cantor e compositor Arnaldo An

tunes pronunciar algumas palavras. É uma forma de mostrar ao

 visitante que ele acaba de entrar no mundo doportuguês.

Na grande galeria, filmes com os diversos usos do idioma mos

tram sua importância no dia-a-dia das pessoas, como no car

naval, no futebol e na música. No mesmo espaço, uma linha

do tempo mostra a formação da Língua Portuguesa há 4 mil

anos até os dias atuais.

No terceiro andar do prédio, uma atração particular. Primeiro

os visitantes assistem a uma pequena sessão de cinema em

um auditório com filmes que tratam das origens das línguas.

Depois, a tela se abre para uma nova sala, a Praça da Lín

gua.Lá, os visitante verão trechos de prosas e versos compos

tos por autores delínguaportuguesa projetados no teto da sala

ao mesmo tempo em que ouvem artistas conhecidos declaman

do poesidas ou trechos de livros famosos. Ao fim da sessão,

um grande círculo se acenderá, com mais trechos escritos por

autores dalínguaportuguesa.

Além de todas as atrações, o Museu téra a Galeria de Exposi

ções Temporárias. Na estréia do espaço, uma homenagem a 

Guimarães Rosa com a exposição dos 50 anos do livro Grande

Sertão: Veredas, escrito por ele.

Além dos recursos multimídia, o Museu da Língua terá oficinas

de capacitação de professores, uma biblioteca - inicialmente

apenas para professores - e computadores ligados a um por

tal de língua portugesa na internet, para que todos possam con

sultá-lo.