.

CRECHES E ESCOLAS -  SEM REFRIGERANTES

 

A venda e a distribuição gratuita de refrigerantes em escolas de

educação infantil e de ensino fundamental poderão ser proibidas.

A medida está prevista em um projeto de lei do deputado Ivo José

(PT-MG). De acordo com a proposta, as escolas também deverão

promover campanhas sobre os efeitos prejudiciais do consumo

de refrigerantes.

Ivo José lembra que o consumo precoce e continuado de refrige-

rantes causa obesidade, cáries, distúrbios do sistema digestivo,

subnutrição e baixa imunidade. Na opinião dele, segundo a Agência

Câmara, se a família falha em ensinar aos filhos hábitos de alimen-

tação saudável, o poder público deve assumir, por meio de normas,

a defesa do bem comum.

"Não podemos permanecer omissos nesse caso, permitindo que se

exacerbem os problemas de saúde pública", afirmou Ivo José. Mes-

mo em países que defendem o liberalismo comercial, como os Esta-

dos Unidos, há, de acordo com o deputado, restrições relativas ao

comércio de refrigerantes em escolas.